Bula Papal: Jesus, rosto da misericórdia do Pai...


O mistério da fé crista encontra sua síntese nesta palavra maravilhosa: Misericórdia! Precisamos dela, para amar e sermos amados. Ela revela o mais profundo da Santíssima Trindade.

O jubileu extraordinário da Misericórdia começa no dia 8/DEZ/2015. Não só em Roma, mas também em todas as catedrais do mundo. E concluirá o dia 20/NOV/2016, solenidade de Cristo Rei. A todos chegue, neste tempo, a misericórdia, como sinal do Reino de Deus.

O Deus do AT aparece como paciente e misericordioso! Jesus, com palavras e gestos, revela continuamente esta “eterna misericórdia” do Pai. Também nós somos chamados a sermos misericordiosos uns com os outros, a exemplo do nosso Pai.

Esta “ternura” misericordiosa deveria ser a marca da Igreja.  Às vezes, esqueceu-se a Igreja disso: anunciar a misericórdia de Deus. Eis  lema deste Ano Santo: Sejamos misericordiosos como o Pai! 

Lembremos de exercitar as obras de misericórdia corporais: alimentar o faminto, saciar o sedento, vestir o nu, acolher o estrangeiro, cuidar o doente, visitar o preso, enterrar os mortos...  E também as espirituais!

Por fim, o Papa faz um apelo veemente à conversão dos criminosos e dos corruptos. São como uma chaga podre, obstinados num pecado grave... Eis o tempo oportuno para mudar de vida. A misericórdia e o perdão vão além da justiça.

Por fim, faz um apelo fraternos aos judeus e aos muçulmanos que valorizam também a misericórdia de Deus.
   
A bula papal tem 25 parágrafos positivos anunciando sempre a graça de Deus.

0 comentários:

Postar um comentário