29/ABR: Santa Catarina de Sena (1347-1380)...


Catarina nasceu em Sena, de uma família piedosa e numerosa. Ainda criança pensou em dedicar sua vida a Deus. E assim o fez, apesar da pressão dos pais que desistiram e permitiram que a filha vivesse como bem entendesse.
Aos vinte e um anos, Catarina experimentou o que ela própria descreveu em suas cartas como um "casamento místico" com Jesus. 
Suas atividades piedosas em Sena logo atraíram um grupo de seguidores, homens e mulheres, que se juntaram a ela em sua missão. Catarina tinha por hábito distribuir roupas e comida aos pobres sem permissão da família, o que tinha um considerável custo; porém, em contrapartida, nada pedia para si própria. 
Conforme as tensões políticas e sociais se aprofundavam em Sena, Catarina se viu tentada a intervir na arena política. Ela viajou pela primeira vez para Florença, para ser investigada sobre sua ortodoxia pelos padres dominicanos. 
Em Pisa, 1375, ela recebeu seus estigmas visíveis somente por ela. Foi pessoalmente a Avinhão, para convencer o Papa Gregório a voltar para Roma, o que de fato aconteceu no início de 1377.
A comunhão diária era, muitas vezes, sua única "refeição". A partir do início de 1380, Catarina já não conseguia nem comer e nem beber água. 
Catarina morreu em Roma em 29 de abril de 1380, aos trinta e três anos de idade, depois de ter sofrido um AVC.
Para escutar o sermão do Pe. Vieira sobre S. Catarina (1663)  CLIQUE AQUI


0 comentários:

Postar um comentário